Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A musica alimenta a alma Tal como o pão alimenta o corpo Se estou triste,procuro uma musica Onde possa encaixar a minha tristeza E choro... Se estou alegre, busco uma musica onde a minha alegria possa transbordar E rio... Se estou sonhadora,escuto uma musica Que me transporte aos saloes Do tempo em que as damas Arrastavam os vestidos E danço... Se estou enamorada Todas as musicas sao boas Uma vez que a porta do coração Esta aberta a todas as emoções. Musica...sempre musica... in https://poetaeopovo.blogs.sapo.pt/25446.html


VIRTUAL versus REALIDADE

07.03.18

DSCF7976.JPG

DSCF7979.JPG

DSCF7985.JPG

DSCF7986.JPG

 

Quando penso que nos meus tempos de menina havia apenas um telefone no meu bairro, unico meio de contacto entre os moradores e o exterior, para alem do servico dos correios, claro.

O telefone pertencia `a senhora da carvoaria, e a propria mandava chamar as pessoas a casa quando alguem telefonava.

Ao escrever estas palavras, nao posso deixar de sorrir, porque isto me parece pre-historico, e sendo assim, talvez eu seja um dinossauro.

O mundo pula e avanca, e como tal, hoje em dia a realidade `e outra.

A tecnologia avancou de tal maneira que nos permite ver e falar com quem esta do outro lado do mundo.

Este desenvolvimento milagroso e bastante positivo , contem tambem muitos perigos, como todos sabemos.

Mas eu hoje nao quero falar do lado mau dos actuais metodos de comunicacao entre as pessoas. Pelo contrario, quero deixar aqui registado um facto que comigo aconteceu.

Ontem ao fim do dia fui conhecer pessoalmente, uma pessoa que `e minha amiga virtual, no minimo ha uns bons cinco ou seis anos.

Tornamo-nos amigas no facebook, porque ambas defendiamos uma certa causa, ou pelo menos estavamos atentas a ela. Passa-se muito tempo sem nos comunicarmos, mas quando uma de nos esta em baixo de forma, a outra sempre vem dar uma forcinha. Ja nos tinhamos falado uma vez por telefone, e agora surgiu a oportunidade de nos encontrarmos, e foi isso que fizemos.

Devo dizer que me souberam a pouco aqueles momentos, e que, de forma alguma, a senti como uma estranha.

Foi um abraco entre duas amigas de ha muito tempo. Adorei

As flores foi ela que me ofereceu, talvez para registar o momento.

Obrigada minha amiga, por ter confiado tal como eu confiei.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:43




Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D